O motivo da separação

Tenho pena da Yoko… Afinal de contas, ela é sempre tida como a grande culpada por tudo. Sim, a Yoko em questão é a Ono, e o “tudo” do “culpada por tudo” é a separação dos Beatles.

Eu, como Beatlemaníaca que sou, não acho que ela foi a grande culpada não. Existe um fator na lei da natureza que eu demorei a entender, mas depois que percebi, as coisas se tornaram um pouco claras. Agora é possível enxergar isso em vários contextos diferentes.

Os Beatles começaram como várias outras bandas também começaram naquela época: um empresário os adotou e começou a trabalhar em sua promoção. Porém, a grande diferença deles para as várias outras bandas era a essência e a atitude: eles queriam ser famosos, mas adotavam uma postura de piada, descontraída, com relação a isso; eles queriam ganhar dinheiro, mas a ostentação não tinha espaço no coração deles; eles não tinham medo de inovar e sempre buscavam ser melhores músicos. Ah, e acima de tudo, eles eram muito unidos.

Juntando tudo isso, temos a mais bem sucedida banda de todos os tempos. Para os não-Beatlemaníacos, prestem atenção: eu disse “mais bem sucedida” e não “melhor”. 😉

Eles fizeram um sucesso estrondoso. E a coisa não parecia acabar nunca… 1960, 1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1966, 1967… Nesse meio tempo, fizeram filmes, se sentiram cansados da pressão das turnês e então pararam de fazer shows, inventaram o clipe de música se concentraram na produção musical. Ou seja, eles sempre se adaptavam para continuar com sua essência.

Até que o empresário-pai morre de uma forma misteriosa e repentina. Ele era o guia, e então os Beatles ficaram sem rumo. Foi o início do fim e, aos poucos e naturalmente, a banda se encerrou (formalmente) em 1970.

Ah, claro, teve a Yoko sim. Ela surgiu em 1966 e a coisa foi ficando séria em 1967. John tinha encontrado o grande amor da vida dele. Como todo artista, ele foi incompreendido por muitos, mas ele não se importava com a aceitação geral. Por ser o líder da banda, a coitada da Yoko levou os créditos pelo fim.

Como a situação dos Beatles estava super bagunçada, o fim foi acontecendo quando a essência foi se perdendo. O centro, que era a essência, antes era uma só para os quatro. Depois da morte de Brian, quatro essências distintas foram se criando naturalmente: George encontrou força e realização na espiritualidade, Ringo estava curtindo os amigos e filhos, John estava apaixonado, e Paul continuava sua produção musical em ritmo de workaholic.

Não acho que isso foi ruim. É triste assistir documentários mostrando o fim dos Beatles, mas quer saber? Faz parte, foi o fim do ciclo. Foi a lei da natureza agindo.

Eles foram sábios e não forçaram a situação. Claro que os fans lamentam até hoje pelo fim. É, até hoje, 40 anos depois que a banda acabou formalmente. 40 anos que nem existe banda formalmente, e as pessoas ainda compram os discos, livros, jogos, fazem bandas cover, vão nos shows de banda cover, vendem souvenir…

É, não existe banda formal, os integrantes em carne e osso tocando em nome dos Beatles. Mas a essência está viva, e isso torna-os eternos. A eternidade é invisível, espiritual, sentimental.

Foram todas essas coisas que eu finalmente aprendi a respeito da lei natural. Imaginei que a maneira mais fácil de expressar isso seria pela história dos Beatles.

A essência move tudo, é a força motriz. Para que funcione, é necessário ter um caminho, um guia. Buscar sempre o melhor, não ter medo de mudar, coragem para ousar e bom senso concedem crescimento. O fim do ciclo não representa necessariamente o fim.

Anúncios

3 respostas em “O motivo da separação

  1. Muito excelente (como diz o Gui)! Compreendi a essência do seu texto, Lu! No início fiquei meio confusa, mas agora li com outros olhos e captei a mensagem ; )

    Pra mim, Beatles é uma mistura de sentimentos: inocência, amor e sensibilidade. É o que sinto ao ouvir suas músicas. E eu prefiro uma banda que acaba por perder a essência a uma que força a barra para ganhar dinheiro.

    O blog tá lindo, Lu!

  2. oI ESTOU FAZENDO UM TRABALHO SOBRE A ESSENCIA DOS BEATLES NA FACULDADE E ADOREI SEU TEXTO, REALMENTE INCRIVEL, POSSO USAR PARTES DELE NA MINHA PESQUISA??? VOU PRECISAR DO SEU NOME COMPLETO PRA TE DAR OS CREDITOS! OBRIGADA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s