Momento Relativo

“Contemplamos as estrelas porque somos humanos, ou somos humanos porque contemplamos as estrelas?”

Stardust

O ato de contemplar é algo inerente ao ser humano? Quer dizer que naturalmente nos interessamos pelas coisas, queremos saber mais a respeito, somos curiosos. É isso?

Ou o fato de contemplarmos, especialmente as estrelas, é que nos deixa mais humanos? Contemplar o belo, que ao mesmo tempo é misterioso, indagar e fazer suposições do tipo “e se?”, mesmo sabendo que dificilmente chegará a uma resposta – se é que haveria alguma.

O céu estrelado é uma verdadeira obra de arte que facilmente encanta e fascina qualquer pessoa. Porém, ao chegar perto de uma estrela de verdade, ela não passa de uma…pedra; uma pedra iluminada.

O luar é outro elemento fascinador, um verdadeiro encantador – principalmente de casais. Porém, se você está na lua, o elemento fascinador passa a ser uma bola azul, conhecida como Terra.

Quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha? É impossível ter sido  a galinha, pois ela veio de um ovo. Também não poderia ter sido o ovo, afinal seria necessário uma galinha para botá-lo.

Hmm, relativo.

Acredito que tio Einstein não foi o primeiro a reparar nessa relação. Afinal de contas, muitos antes dele já haviam percebido que sempre haverá mais de um ponto de vista para a mesma coisa. Ele só foi genial o suficiente para transformar isso em fórmula matemática.

Nunca imaginei que a física pudesse ser tão humana. Gostei! 🙂

Anúncios

Uma resposta em “Momento Relativo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s