Copos vazios

Já falamos nesse blog sobre copos meio cheios e meio vazios.

Realmente, às vezes bate uma puta duma indecisão a ponto de não sabermos distinguir um do outro; ou melhor, a ponto de não conseguirmos nos decidir por uma definição.

Entretanto, porém, todavia, seja meio-cheio ou meio-vazio, uma hora esse copo acaba enchendo de vez. Até que as pontes de hidrogênio não aguentam mais segurar a barra na bordinha do copo, e escorre um mundo de gotas.

PAUSE! “Que mané pontes de hidrogênio? Que papo nerd é esse, pelamordedeus?” você deve estar se perguntando. Bem, eu ainda NÃO entrei de férias, ou seja, não tive minhas “férias de julho”, me dá um desconto, por favor! 😛

Play de novo… Essas gotas que escorrem representam o excesso, aquilo que o copo não comportou, o que as pontes de hidrogênio não aguentaram segurar. Tudo em excesso faz mal, ja dizia alguém muito sábio.

Imaginem então um copo cheio de água até a borda. Mas, ops, você não quer tomar água, você quer suco de laranja. Daí você coloca suco de laranja no copo sem esvaziá-lo antes. O que acontece? Lambança na certa: vai vazar água, vai vazar suco, vai ficar tudo molhado em volta e o que sobrar no copo vai ser uma agua amarelada ou um suco aguado, nada saboroso.

Pegou o espírito da coisa? Ah, seu danadinho pegador, hihihi.

Vamos à analogia então.

Nós somos o copo. E como todo copo que se preze, temos um limite. Assim, é importante atingirmos nossos limites, mas uma vez atingidos, devemos renovar. Para tal é necessário esvaziar primeiro.

Esvaziar para não transbordar, esvaziar para permitir a entrada do novo.

Se permitir mudar, também. Pra que tomar sempre coca-cola? Saia da inércia e tome uma decisão (não é pra beber a decisão não, tá? ¬¬), existem tantos sucos bons por aí: morango, maracujá, caju, laranja, limão, acerola…
Dar uma chance é importante: às vezes aquele suco de abacaxi foi feito de abacaxis passados, mas isso não significa que o suco de hoje vai estar assim também.

Por fim, valorize seu copo. Ame seu copo. Seu copo é único, e se você não amá-lo, não cuidá-lo, não lavá-lo com sabão de côco ou sabão neutro, ninguém o fará por você.

Pois só assim, quando perguntarem “Você tem copo?”, poderás responder orgulhosamente “Sim, eu TENHO copo”, e ninguém vai poder te mandar tomar em outro lugar. 🙂

Anúncios

4 respostas em “Copos vazios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s