Dia D!

Márcia era uma estudante se preparando para o vestibular. Naquela segunda-feira ficaria no cursinho para estudar. Resolveu ir comer com Juliana, sua amiga, e seus colegas Marcos e Rômulo. Todos estavam sem grana, quebrados mesmo, resolveram ir a um restaurante perto dali bem baratinho. Ao chegar lá viram uma centena de mecânicos todos sujos de graxa, mas com uma felicidade de dar gosto estampada nos rostos.

Olharam-se e por um instante, a dúvida pairou no ar, foi quando Márcia chamou, “Vamos!” Juliana não queria ir, mas também não queria passar por fresca. Os garotos pensaram que as amigas estavam doidas, mas o que podia fazer afinal? Se elas foram eles teriam de ir. Coisa de homem, sabe?

O almoço estava uma delícia e naquele momento todos estavam arrependidos de ter pensado qualquer coisa sobre aquele estabelecimento de respeito. Como poderiam ser tão preconceituosos? Foi exatamente está pergunta que passou pela cabeça de cada um embora nenhum comentário tenha sido feito.

Ao chegar ao pré-vestibular todos de bucho cheio, mega satisfeitos, resolveram jogar um truco. Verdade seja dita, jogar truco é um pré-requisito importante para um aluno de faculdade.

O jogo andava bem, mas não demorou muito para Márcia sentir as primeiras pontadas na barriga. Logo pensou: “Comi demais.” Os primeiros sintomas sempre são tratados com desprezo. Foi quando as pontadas ficaram mais fortes. Márcia olhava para seus amigos e suava frio. Aquela primeira gota de suor ameaçava cair e os primeiros gases começavam a se rebelar.

Márcia estava tão preocupada consigo que nem percebeu que seus amigos também começavam a suar frio. A coisa parecia estar feia. Márcia resolveu perder logo e foi correndo ao banheiro. Na verdade não foi correndo, foi naquele trote macio exalando pressa e precaução. A aula de história estava mais viva que nunca. “Vim, vi e venci!”

Todos estavam no segundo andar. Juliana desceu imediatamente para o primeiro andar e tratou de pegar adentrar o toalete. Marcos subiu para o terceiro, quando chegou ali viu um banheiro sujo e mal cheiroso. Como diria os antigos Astecas, “a coragem é proporcional ao valor das coisas que se quer alcançar.” Bem, a verdade é que não sei se foram os astecas que falaram isso, mas dá certa credibilidade ao ditado. Dor, eminência, sufoco. Nada era maior do que a vontade do alívio imediato. Marcos pensou: “o que é um peido pra quem já ta cagado.” Afinal aquela desordem no banheiro não era maior que a desordem que habitava suas entranhas. Enfim, a coragem chegou rápida e não veio sozinha.

O prédio só tinha três andares, logo três banheiros. Rômulo pensou e olhou pela janela. “Por que não?” Refletiu, por pouco tempo, afinal o tempo estava contra ele. Desceu pelo elevador, naquele momento o meio mais seguro. Foi o mais rápido que pode ao supermercado em frente ao cursinho. Entre um e outro são aproximadamente cem metros, mas para ele parecia uma eternidade. Pra quem via da parada de ônibus parecia que ele tinha machucado a perna.

Quando chegou lá apenas perguntou para o guarda. Onde fica o banheiro. Se dirigiu o mais rápido possível. Ao encontrar a porta pensou em salvação divina, pensou nas vezes que foi a igreja e nunca agradeceu a invenção do banheiro, pensou em rezar dez pai-nosso mas o tempo ruge… acredite nesse caso “Ruge”. Entrou. Fechou… ops não fechou. A porta não tinha fechadura. Ele sempre falava pros amigos da importância das portas se abrirem na vida de uma pessoa, mas ele nunca imaginou na importância de algumas portas se fecharem. Agora, imaginem Rômulo sentado e apoiando a mão na porta para impedir a entrada de corpos estranhos. Melhor não!

No meio da tarde todos se encontraram e cada um descobrindo o que tinha acontecido com o outro. Riram muito do acontecido. Em uma coisa concordaram unanimemente. O preconceito não é legal, mas devemos ter pré-conceitos. Afinal não temos estômago para tudo na vida.

Anúncios

5 respostas em “Dia D!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s